windmills by fy

25/11/2009

O Duende de Andaluzia

Filed under: Uncategorized — Fy @ 12:41 PM

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E Manuel Torres, o homem com maior cultura no sangue que conheci , disse ,

escutando o próprio Falla tocar seu Nocturno del Generalife , esta esplêndida frase :

” Tudo o que tem sons negros tem Duende “

E não há nada mais verdadeiro .

 

 

Esses   “ sons negros ”   são o Mistério ,

as raízes que penetram no limo que todos conhecemos ,

e  que todos ignoramos ,    . . .  mas de onde nos chega o que é substancial em arte . 

Sons Negros , disse o homem popular da Espanha , e coincidiu com Goethe ,

que define o Duende ao falar de Paganini , dizendo :

” Poder misterioso que todos sentem e nenhum filósofo explica ” .

 

 

 

Assim pois , o Duende é um Poder !

 

 

Eu ouvi um velho violonista dizer :

” O Duende não está na garganta ; o Duende sobe por dentro a partir da planta dos pés ” .

 

 

Ou seja , não é uma questão de faculdade ,

mas de verdadeiro estilo vivo ;

ou seja , de sangue ; ou seja , de velhíssima cultura , de criação em ato .

 

 

 

Esse   ” poder misterioso que todos sentem e nenhum filósofo explica ”

é , em suma :

 

o  Espírito da Terra

.

 

 

 

o mesmo Duende que abraçou o coração de Nietzsche ,

que o buscava em suas formas exteriores sobre a ponte Rialto ou na música de Bizet ,

sem encontrá-lo e sem saber que o Duende que perseguia

tinha saltado dos misteriosos gregos às bailarinas de Cádiz

ou ao Dionisíaco Grito degolado da seguiriya de Silvério .

 

 

Assim , pois , não quero que ninguém confunda o Duende com o  [ coitado]  demônio teológico da dúvida , ao qual Lutero ,

com um sentimento báquico , lançou um frasco de tinta em Nuremberg ,

nem com o diabo católico :   destruidor e pouco inteligente ,

que se disfarça de cadela para entrar nos conventos ,

nem com o macaco falante que tem o espertalhão de Cervantes ,

na comédia dos ciúmes e das selvas de Andaluzia .

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em espanhol , Duende não se refere apenas àqueles espíritos travessos que habitam as casas , mas , aponta sobretudo para um encanto interior. . .  difícil de explicar .

 

 

 

 

Com vinte e um anos de idade e farto dos provincianismos ,

o jovem Garcia Lorca mergulhou de corpo inteiro no turbilhão cultural de Madrid .

Lia , ouvia e via tudo , tinha vizinhos de quarto tão invulgares como Luis Buñuel e Salvador Dalí .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os anos de vida que lhe sobravam , dezessete . . . 

 foram vividos assim – a escrever . . . –

vagueando à volta deste mundo saído da Espanha profunda ,

que celebrava nos seus poemas .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                     

 

 

                         

 

                                                                                                                                                                              

 

 

 O Duende de que

falo , obscuro e estremecido ,

é descendente daquele alegríssimo demônio de Sócrates , –

mármore e sal que o arranhou indignado no dia em que tomou a cicuta ,

e do outro melancólico demoniozinho de Descartes ,

pequeno como amêndoa verde , que  : 

farto de círculos e de linhas , saiu pelos canais para ouvir cantarem os marinheiros bêbados  !

 

 

 

 

 

 

 .

Para buscar o Duende não há mapa : e nem exercício

.

 

 

 

Só se sabe que ele queima o sangue como uma beberagem de vidros ,

que esgota , que rechaça toda a doce geometria aprendida ,

que rompe os estilos ,

que faz com que Goya , mestre nos cinzas , nos pratas e nos rosas da melhor pintura inglesa ,

pinte com os joelhos e com os punhos com horríveis negros de betume ;

ou que desnuda Mosén Cinto Verdaguer com o frio dos Pirineus ,

ou leva Jorge Manrique a esperar a morte no páramo de Ocaña ,

ou veste com uma roupa verde de saltimbanco o corpo delicado de Rimbaud .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Recordai o caso da flamenguíssima e enduendada Santa Teresa , flamenga  :

não por dominar um touro furioso e dar-lhe três passes magníficos ;

não por enfrentar frei Juan de la Miseria

nem por dar uma bofetada no Núncio de Sua Santidade ,

mas por ser uma das poucas criaturas cujo duende

( não anjo , porque o anjo não ataca nunca . . . )  

a transpassa com um dardo ,

querendo matá-la por ter roubado seu último segredo ,

a ponte sutil que une os cinco sentidos com esse centro em carne viva ,

em nuvem viva ,

em mar vivo ,

do Amor libertado do Tempo .

 

Só se sabe . . .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

          Os grandes artistas do sul da Espanha , Ciganos ou Flamengos , 

          quer cantem, dancem ou toquem ,                                                                                                                                                 

          sabem que não é possível nenhuma emoção sem a chegada do Duende .   

 

 

 

 

 

 

                                                                  

                         Vodpod videos no longer available.

 

 

                             

 

 

 

 A virtude mágica do poema consiste em estar sempre Enduendado para batizar com água obscura a todos os que o vêem

porque com Duende é mais fácil amar ,  compreender ,

 

e é certeza ser amado , ser compreendido ,

e essa luta pela expressão e pela comunicação da expressão adquire às vezes, em poesia, caracteres mortais .

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E é impossível que ele se repita , isso é muito interessante de sublinhar .      

                                                               O Duende não se repete ,                                                                      

como não se repetem as formas do Mar na Tempestade .

 

 El Duende de que fala Garcia Lorca não nasce de lugar nenhum fora de nós .

Ele brota das nossas entranhas .

 

Um poder misterioso que habita em nós e que transforma qualquer ação banal em uma aventura e faz o sangue correr mais rápido no corpo .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O flamenco é um estilo musical e um tipo de dança fortemente influenciado pela cultura cigana ,

mas que tem raízes mais profundas na cultura musical mourisca , influência de árabes e judeus .

A cultura do flamenco é associada principalmente à Andaluzia na Espanha ,

e tornou-se um dos ícones da música espanhola e até mesmo da cultura espanhola em geral .

Ainda conduzidos por ventos andaluzes ,

vamos encontrar mais desta magia mestiça em continente americano , no México ,  

trazida pela conquista espanhola :  os Mariachi :

 

 

 

 

 

 

Pode-se dizer que o Mariachi é um produto cultural mestiço ,

que nasceu simultaneamente em várias regiões do ocidente mexicano como : Jalisco ; Cocula ; Colima ; Michoacan ; Guerrero ; Sinaloa ; Zacatecas e Nayarit .

 

 

E o resultado… é mais enduendado ainda:

 

 

 

Entre las cenizas muertas

se mantiene el Fuego Vivo

y entre el amor y los celos . . .

anda el demonio metío . ! ! !

O duende . . . 

Onde está o duende ? 

 

Pelo arco vazio entra um ar mental que sopra com insistências sobre as cabeças dos mortos , em busca de novas paisagens e acentos ignorados ;

um ar com cheiro de saliva de menino , de erva pisada e véu de medusa que anuncia :                         

 o constante batismo das coisas recém criadas .

 

 

 

 

 

 

 

 

IMAGENS :

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fabien Perez

 

Helena Kukanova

 

FONTE :

 

TEORIA E JOGO DO DUENDE

 

FEDERICO GARCÍA LORCA

 

Conferência que Federico García Lorca proferiu em Buenos Aires e La Habana, em 1933, sobre a teoria do duende,

força fundamental para entender a concepção artística espanhola e, sobretudo, a produção lorquiana.

 

Fy

 

 

 

62 Comments »

  1. Fa,
    >Amor de minhas entranhas, morte viva,
    em vão espero tua palavra escrita
    e penso, com a flor que se murcha,
    que se vivo sem mim quero perder-te.
    O ar é imortal. A pedra inerte
    nem conhece a sombra nem a evita.
    Coração interior não necessita
    o mel gelado que a lua verte.

    Porém eu te sofri. Rasguei-me as veias,
    tigre e pomba, sobre tua cintura
    em duelo de mordiscos e açucenas.
    Enche, pois, de palavras minha loucura
    ou deixa-me viver em minha serena
    noite da alma para sempre escura

    Garcia Lorca

    O ar é imortal .
    coração interior não necessita o mel gelado que a lua verte.
    tigre e pomba sobre as palavras de minha loucura
    vivendo em serena noite de alma pra sempre sons negros
    porém eu te sofri o duelo de mordiscos em minha loucura de açucenas
    rasguei-me as veias como a flor que se murcha

    tua palavra escrita, amor de minhas entranhas:

    o ar é imortal.

    Lorca remixado por Mob =P

    Comment by Mob — 25/11/2009 @ 1:01 PM

    • Mob,

      Olha este:

      Se as minhas mãos pudessem desfolhar

      Eu pronuncio teu nome
      nas noites escuras,
      quando vêm os astros
      beber na lua
      e dormem nas ramagens
      das frondes ocultas.
      E eu me sinto oco
      de paixão e de música.
      Louco relógio que canta
      mortas horas antigas.

      Eu pronuncio teu nome,
      nesta noite escura,
      e teu nome me soa
      mais distante que nunca.
      Mais distante que todas as estrelas
      e mais dolente que a mansa chuva.

      Amar-te-ei como então
      alguma vez? Que culpa
      tem meu coração?
      Se a névoa se esfuma,
      que outra paixão me espera?
      Será tranqüila e pura?
      Se meus dedos pudessem
      desfolhar a lua!!
      Garcia Lorca

      Bj Bj

      Fy

      Comment by Fy — 25/11/2009 @ 3:58 PM

  2. Fa,
    mais uma dele:

    ESTE É O PRÓLOGO

    Deixaria neste livro
    toda a minha alma.
    este livro que viu
    as paisagens comigo
    e viveu horas santas.

    Que pena dos livros
    que nos enchem as mãos
    de rosas e de estrelas
    e lentamente passam !

    Que tristeza tão funda
    é olhar os retábulos
    de dores e de penas
    que um coração levanta !

    Ver passar os espectros
    de vida que se apagam,
    ver o homem desnudo
    em Pégaso sem asas,

    ver a vida e a morte,
    a síntese do mundo,
    que em espaços profundos
    se olham e se abraçam.

    Um livro de poesias
    é o outono morto:
    os versos são as folhas
    negras em terras brancas,

    e a voz que os lê
    é o sopro do vento
    que lhes incute nos peitos
    – entranháveis distâncias.

    O poeta é uma árvore
    com frutos de tristeza
    e com folhas murchas
    de chorar o que ama.

    O poeta é o médium
    da Natureza
    que explica sua grandeza
    por meio de palavras.

    O poeta compreende
    todo o incompreensível
    e as coisas que se odeiam,
    ele, amigas as chamas.

    Sabe que as veredas
    são todas impossíveis,
    e por isso de noite
    vai por elas com calma.

    Nos livros de versos,
    entre rosas de sangue,
    vão passando as tristes
    e eternas caravanas

    que fizeram ao poeta
    quando chora nas tardes,
    rodeado e cingido
    por seus próprios fantasmas.

    Poesia é amargura,
    mel celeste que emana
    de um favo invisível
    que as almas fabricam.

    Poesia é o impossível
    feito possível. Harpa
    que tem em vez de cordas
    corações e chamas.

    Poesia é a vida
    que cruzamos com ânsia,
    esperando o que leva
    sem rumo a nossa barca.

    Livros doces de versos
    sãos os astros que passam
    pelo silêncio mudo
    para o reino do Nada,
    escrevendo no céu
    suas estrofes de prata.

    Oh ! que penas tão fundas
    e nunca remediadas,
    as vozes dolorosas
    que os poetas cantam !

    Deixaria neste livro
    toda a minha alma…

    Comment by Mob — 25/11/2009 @ 1:47 PM

  3. Fy

    Não tem para o Bolshoi. Olha que lindo esta coreografia da Esmeralda. Puro sonho.

    Ficou lindo. Adorei muito e tudo.

    E como é bom ter duende, né?…. nóis tem!

    To dançando, Granada, com rumba, com tango, samba, rock, Tchaikovsky, e tudo que o balanço da latinidade faz correr no sangue dagente.

    Tamo ViVos.

    Deninhos: OlÉ!

    Mob arrasando sempre, chorei.

    Bjocas pra todo mundo

    da Carol

    Comment by Carol — 26/11/2009 @ 8:09 AM

    • Carol,
      >Mob arrasando sempre, chorei.

      Chora não!

      É que faz bem brincar com as palavras desses grandes poetas que os caras não eram pouca coisa não. Esse
      Lorca por exemplo foi um cara de sangue e muita força. E vc vê que dentro dos poemas dele tem outros tantos poemas possíveis – e isto é incrível.

      bjs,
      Mob

      Comment by Mob — 03/12/2009 @ 5:15 AM

  4. Fy

    Não sei porque não tá saindo.

    Voce não tinha liberado?

    Bjocas

    Comment by Carol — 26/11/2009 @ 8:20 AM

  5. num tem nada mais enduendado que

    La Mujer
    La Mujer
    La Mujer

    dança!

    e tratar de compreender! sina.

    haja poesia
    haja lua
    haja sol
    haja mar

    e mesmo assim

    né fácil não,

    mas é bom demais. fazer o q?

    vamo lá

    TocaYo

    Comment by tocayo — 26/11/2009 @ 9:48 AM

  6. olha aqui poetada,
    dessa vez ninguem vai ganhar de m o i.

    Isto aqui é mto bom.

    Coisa que bate no pecho de um Hombre como yo. haHaHaHa

    to fazendo assim que nem Tocayo = maiuscula minuscula maiuscula minuscula parece q teu nome tá com soluço fellow! AhAhAhuauauauauauauaua

    beijo e s para as muchachas

    Yo canto assim:

    aiaiaiaiai morenas de qualquer cor

    já volto aê

    Dennis

    Comment by Dennis — 26/11/2009 @ 9:49 AM

    • Se Deus fosse mulher?

      E não é?

      Bem tem que dizer sim com as entranhas, aí pra papagaiada toda já complica um pouquinho, aí é mais fácil um Deus no céu, que mulher é muito perto.

      <>

      Comment by Mob — 03/12/2009 @ 5:23 AM

  7. ta legal que as muchachas bailam que lindo!!!!

    mas o cara aqui manda a Salerosa bem melhor a cá:

    Comment by Dennis — 26/11/2009 @ 9:51 AM

  8. Carol,

    Que legal vc escrever!

    Lindo lindo mesmo.

    Eu outro dia tava assistindo uma outra companhia e fiquei até surpresa, pq a bailarina tinha uma expressão tão triste,pesada que a Esmeralda nunca teve.

    Lindo tb é com o O Russian State Ballet . Delirante o pas-de-six de La Esmeralda, vale a pena dar uma procurada.

    Depois agente dá uma olhada.

    Bjs pra vcs tb

    Comment by Fy — 26/11/2009 @ 10:59 AM

  9. Tocayo,

    Maravilhosa sempre, sempre.

    Vc colocou o poema do Lorca lá no Mad World!!!!!!!! rsrsrsrsr

    Tráz pra cá, ou eu trago. Vou colocar aqui.

    Mto bonito.

    vou lá,

    Bjs

    Comment by Fy — 26/11/2009 @ 11:01 AM

  10. Dennis !

    Vc tá até me assustando!

    Esta filosofada foi surpreendente! Linda!

    Vou fazer um post com isto! assinado: Dennis Californius. não: CaLiFoRnIus!!!!

    Tá bem?

    bJ

    [ porque vc escreve no email do TocaYo? -]

    Comment by Fy — 26/11/2009 @ 11:11 AM

  11. – Pronto Tocayo: colei:

    DESEO

    Sólo tu corazón caliente,
    y nada más.

    Mi paraíso un campo
    sin ruiseñor
    ni liras,
    con un río discreto
    y una fuentecilla.

    Sin la espuela del viento
    sobre la fronda,
    ni la estrella que quiere
    ser hoja.

    Una enorme luz
    que fuera
    luciérnaga
    de otra,
    en un campo
    de miradas rotas.

    Un reposo claro
    y allí nuestros besos,
    lunares sonoros
    del eco,
    se abrirían muy lejos.

    Y tu corazón caliente,
    nada más.

    Federico García Lorca
    poesias sombrias, inquietas, o cara bate mesmo na alma dagente. El romancero gitano.
    e agente mora no país do duende, Fy nosso sangue é mesmo cigano, corre nas veias e celebra e dança e chora e balança qualquer país
    e dança. dança e dança.

    pRoCÊ:
    é bem legal

    TocaYo

    ——————————————-

    – Muito legal.

    – Ai aiaiai! que historia triste q ele tem, não?

    – mas não faz mal, os Poetas são eternamente vivos.

    Bj

    Comment by Fy — 26/11/2009 @ 11:23 AM

  12. “Se o desejo de um pintor consiste em agenciar certas cores de certa maneira, a força do quadro que daí resulta “é” o Desejo ”
    Oi Fy, realmente isso é uma verdade e uma realidade…. é como se o desejo fosse caminhando sozinho agora….hehe

    BjSS!
    Caio

    Comment by Caio — 01/12/2009 @ 10:58 PM

    • é como se o desejo fosse caminhando sozinho agora….hehe….

      [ Isto até parece o meu Tempo: ele vai andando, assim, sózinho às vzs, danado, e eu tentando, tempeando, tenteando alcançar!]

      Caio, Desejo é Devir.- não é?

      E falar em Devir, ou em deleuze, é tão óbvio!

      Eu quero repassar um post mto legal, q é um resumo de um ensaio com o seguinte título: “Ninguém é Deleuziano” – porque na realidade: somos, desde sempre: devir.

      – …a força do Desejo se move com total liberdade, detendo-se apenas nas formas extremamente fluídicas e de movimento incessante : uma forma particular de força se manifesta: traduzida em seres q se movem em todas as direções nos deslimites da manifestação: de maneira extremamente indefinida….

      Bj

      Comment by Fy — 02/12/2009 @ 2:53 AM

  13. Fy, o q achas de fazer um artiguinho pequeno sobre isso e postar lá no meu blog?
    Caio

    Comment by Caio — 02/12/2009 @ 3:26 AM

    • – Mas que honra, Hombre de dios !

      adorei o artigo pequeninho: !!! ahahaha: Caio, eu me esbaldo aqui no Windmills. etcha des-limite.

      Primeiro vou postar o artigo que fiquei de te enviar: – pra variar é mto grande, eu achei melhor colocar aqui.

      Mas vou, sim: vou desenhando e te mostro primeiro, claro, logo mais.

      Taí o ensaio que te prometi: Jack … the ego: rsrsrsrsrs

      Obrigada mesmo: – que coisa mais importante!

      Bj

      Comment by Fy — 03/12/2009 @ 1:06 PM

  14. Hehe, realmente aqui vc se esbalda…. no limits … hehe
    eu tbem to perdendo os limites… tava eu escrevendo sobre capitalismo e ficou por enquanto com nada mais do que umas 10 paginas,…. rs nao sei nem se vou postar no meu blog…rs
    bjs

    Comment by Caio — 04/12/2009 @ 3:45 AM

  15. Verdade Caio,

    O Tocayo tb me mandou um post sobre Fascismo, Ditadura,enorme…. É que a lembrança do Garcia Lorca, estas poesias, musicas cheias de sentimento, emoção chacoalham agente.

    E tb, que situação a nossa, não?

    Recebendo uma porção de bandidos, com todo o nosso carinho, toda a nossa beleza?

    Hj eu ouvi que o tal do fulano que nega o holocausto, depois da 3ª mulata sambando, vai negar a mãe !

    … E quem dera todos escrevessem sobre De-mo-cra-cia.

    É preocupante sim !

    “Prego o sapato no chão do asfalto
    Sinto cansaço, sinto dor
    Prego sem ser pastor”

    bjs

    Comment by Fy — 05/12/2009 @ 12:12 PM

  16. 福田饰品进货网主营丽晶饰品/提供魅力天使饰品,贝迪茜妮,施华洛世奇/水晶饰品/进货/团购/假1赔10福田饰品批发网.

    Comment by 饰品进货 — 03/06/2011 @ 10:04 PM

  17. I couldnt agree with you more!!

    Comment by Tarot PAPUS — 08/12/2011 @ 7:57 AM

    • Thanks and Welcome aboard María Gracia !

      Olé e Viva la Vida !

      bj
      Fy

      Comment by Fy — 09/12/2011 @ 11:06 AM

  18. I am genuinely thankful to the holder of this web page who has shared this great post at at this place.

    Comment by Submit your website — 12/12/2011 @ 4:24 AM

  19. Together with every little thing which seems to be developing inside this subject material, all your perspectives are actually rather radical. However, I appologize, because I can not give credence to your entire plan, all be it radical none the less. It looks to me that your opinions are not entirely rationalized and in fact you are your self not really fully certain of your assertion. In any event I did take pleasure in reading it.

    Comment by Terrance Hugel — 15/12/2011 @ 11:39 AM

  20. Hello,I am new here!windmillsbyfy.wordpress.com looks so good,I think I will learn more from here!
    the celery diet what is celery nutritional value of celery health benefits of celery celery negative calories

    Comment by Channing 33 — 19/12/2011 @ 10:02 PM

  21. The grass is always greener on the other side of the fence.

    Comment by Alwine67 — 04/01/2012 @ 3:09 PM

  22. Hi,I am new here!windmillsbyfy.wordpress.com looks so good,I think I will learn more from here!
    celery calories the celery diet nutritional value of celery eating celery fiber celery

    Comment by Blair 32 — 01/02/2012 @ 4:59 PM

  23. If you have become accustomed to thinking about celery as a crunchy, low-cal vegetable but not a key part of your health support, it is time to think again. Recent research has greatly bolstered our knowledge about celery’s anti-inflammatory health benefits, including its protection against inflammation in the digestive tract itself. Some of the unique non-starch polysaccharides in celery—including apiuman—appear especially important in producing these anti-inflammatory benefits. ^

    My blog
    <.http://www.foodsupplementcenter.com/krill-oil-dosage/

    Comment by Lavada Depetris — 28/02/2013 @ 1:22 PM

  24. Hello,I love reading through your blog, I
    wanted to leave a small comment to support you and wish you a first-class continuation.

    Wishing you the best of luck for all your blogging efforts.

    Comment by felix — 01/05/2013 @ 5:06 PM

  25. … [Trackback]

    […] Read More here: windmillsbyfy.wordpress.com/2009/11/25/o-duende-de-andaluzia/ […]

    Trackback by URL — 15/05/2013 @ 9:06 PM

  26. I delight in, lead to I found just what I
    was taking a look for. You have ended my 4 day long hunt!

    God Bless you man. Have a nice day. Bye

    Comment by Zahngold Verkaufen — 18/05/2013 @ 4:10 AM

  27. just click the up coming internet site

    O Duende de Andaluzia | windmills by fy

    Trackback by just click the up coming internet site — 18/05/2013 @ 8:18 AM

  28. I every time spent my half an hour to read this blog’s articles daily along with a mug of coffee.

    Comment by Lorraine — 19/05/2013 @ 12:28 PM

  29. http://eon.businesswire.com/

    O Duende de Andaluzia | windmills by fy

    Trackback by http://eon.businesswire.com/ — 23/05/2013 @ 6:18 PM

  30. erik pitoniak

    O Duende de Andaluzia | windmills by fy

    Trackback by erik pitoniak — 12/08/2014 @ 1:01 PM

  31. address here

    O Duende de Andaluzia | windmills by fy

    Trackback by address here — 29/04/2015 @ 11:43 AM

  32. I visited several sites but the audio feature for audio songs existing at this web site
    is truly marvelous.

    Comment by Shirleen — 24/06/2015 @ 6:52 AM

  33. I’m really enjoying the design and layout of your blog.
    It’s a very easy on the eyes which makes it much more pleasant for me to come here and visit
    more often. Did you hire out a designer to create your theme?

    Excellent work!

    Comment by Elena — 28/06/2015 @ 5:46 AM

  34. Excellent blog here! Also your website loads up fast! What web host
    are you using? Can I get your affiliate link to your host?

    I wish my web site loaded up as quickly as yours lol

    Comment by Shenna — 28/06/2015 @ 8:28 AM

  35. Thanks for one’s marvelous posting! I seriously enjoyed reading it, you might be a great
    author.I will make certain to bookmark your blog and will eventually come
    back later in life. I want to encourage you to ultimately
    continue your great posts, have a nice weekend!

    Comment by Raquel — 30/06/2015 @ 12:32 AM

  36. Great web site you’ve got here.. It’s difficult
    to find high quality writing like yours these days. I seriously appreciate people like you!
    Take care!!

    Comment by Watch Terminator Genisys — 01/07/2015 @ 10:22 AM

  37. Magnificent beat ! I wish to apprentice while you amend your
    website, how can i subscribe for a blog site?
    The account aided me a acceptable deal. I had been tiny bit acquainted of this your broadcast
    offered bright clear idea

    Comment by long tail pro v3 review — 16/07/2015 @ 8:27 PM

  38. Hurrah! At last I got a web site from where I know how to
    genuinely obtain useful information concerning my study and knowledge.

    Comment by Jacquetta — 18/07/2015 @ 5:37 AM

  39. I really like your blog.. very nice colors & theme. Did you make this website yourself or did
    you hire someone to do it for you? Plz answer back as I’m looking
    to create my own blog and would like to know where
    u got this from. thanks a lot

    Comment by Watch Ant-Man Online Free — 18/07/2015 @ 6:52 AM

  40. Hello colleagues, fastidious piece of writing and fastidious arguments commented at this place, I am
    actually enjoying by these.

    Comment by Geraldo — 23/07/2015 @ 10:08 PM

  41. What’s up, I want to subscribe for this weblog to obtain most recent updates, thus where can i do it please
    assist.

    Comment by Epifania — 16/08/2015 @ 10:28 AM

  42. This is a topic that is near to my heart… Cheers! Exactly where are your
    contact details though?

    Comment by Margret — 19/08/2015 @ 6:54 PM

  43. I’m curious to find out what blog system you have been using?
    I’m having some small security issues with my latest blog and I’d like to
    find something more safeguarded. Do you have any
    suggestions?

    Comment by wayback.archive.org — 20/08/2015 @ 3:35 AM

  44. I get pleasure from, result in I found exactly what I used to
    be taking a look for. You’ve ended my 4 day long hunt!
    God Bless you man. Have a nice day. Bye

    Comment by Corinne — 21/08/2015 @ 9:13 AM

  45. I’ve learn a few good stuff here. Certainly worth bookmarking for revisiting.
    I surprise how much effort you place to make this
    kind of excellent informative web site.

    Comment by Frances — 21/08/2015 @ 10:16 AM

  46. Have you ever thought about adding a little bit more than just
    your articles? I mean, what you say is fundamental and all.
    Nevertheless think about if you added some great visuals or videos to give your posts more, “pop”!
    Your content is excellent but with pics and video clips, this
    site could definitely be one of the very best
    in its field. Awesome blog!

    Comment by Jamison — 24/08/2015 @ 6:22 AM

  47. Hello, I think your website might be having browser compatibility
    issues. When I look at your website in Safari, it looks fine but
    when opening in Internet Explorer, it has some overlapping.
    I just wanted to give you a quick heads up! Other then that, superb blog!

    Comment by http://ow.ly — 25/08/2015 @ 11:59 PM

  48. That is very attention-grabbing, You’re a very professional blogger.
    I have joined your feed and look forward to in search of more of your great post.

    Also, I have shared your web site in my social networks

    Comment by Norris — 26/08/2015 @ 1:09 AM

  49. Pretty nice post. I simply stumbled upon your weblog and wanted
    to say that I’ve truly loved browsing your weblog posts.
    In any case I’ll be subscribing to your rss feed and I hope you write once
    more very soon!

    Comment by Larhonda — 31/08/2015 @ 4:40 PM

  50. Thanks very nice blog!

    Comment by barryij1.likeapro.me — 03/09/2015 @ 7:44 AM

  51. Hey I am so excited I found your weblog, I really found you by mistake, while I was researching on Google
    for something else, Anyhow I am here now and would just like to say kudos for a incredible post and
    a all round entertaining blog (I also love the theme/design),
    I don’t have time to read through it all at the moment but I have saved it and
    also added your RSS feeds, so when I have time I will be back
    to read much more, Please do keep up the fantastic work.

    Comment by Minda — 03/09/2015 @ 11:25 AM

  52. I every time spent my half an hour to read this blog’s content everyday along with
    a cup of coffee.

    Comment by screen printed hoodies — 05/09/2015 @ 12:09 PM

  53. Hey There. I found your blog using msn. This is an extremely well
    written article. I will make sure to bookmark it and come back to read more of your useful info.
    Thanks for the post. I’ll definitely return.

    Comment by Grady — 05/09/2015 @ 5:46 PM

  54. Excellent website. A lot of useful information here. I am sending it to several buddies ans additionally
    sharing in delicious. And certainly, thanks on your sweat!

    Comment by Augustina — 06/09/2015 @ 3:56 AM

  55. My philosophy….

    Comment by Anonymous — 04/12/2015 @ 10:45 PM


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: