windmills by fy

29/12/2009

just leave me your stardust …

Filed under: Uncategorized — Fy @ 6:49 AM

 

CoReS

 for you  ,    Bia-blue

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mãe, o mar é azul ou verde?

       Sim, o mar é da cor do céu e das algas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mãe, o barco tem cor?

filha, o barco é da cor da tinta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mãe, e o rio tem cor?

O rio é da cor da água e a água é incolor.

 

E a terra, Bia , tem cor ?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A terra é de todas as cores da origem

para que te não minta.

 

Mãe, e o  malmequer  tem  cor,  . .. ?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

[ ah…O malmequer...] o  malmequer  é  de todas  as  cores  do  arco-íris  e  branco  também ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mãe, e de  que  cor  é  o  vento ?

Esse,  é  da  cor  do   frio   do  pensamento .

 
Mas, mãe, o  frio  não tem  cor !

O  frio  é  da  cor  do  gelo  e  da  morte .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mãe, e a  morte     tem cor  ! ?

filha , essa  é  da  cor  da dor .

 

 

E a dor tem cor, de verdade ?

Claro, a dor  é  da  cor da  saudade .

 

Mas, Mãe , e ela  tem cor ?

 

Filha, a saudade tem a cor da tristeza
                                     e fala-se dela com tanta  beleza  !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A música ,  essa  não tem  cor, pois não ?

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tem a cor que mora no teu coração .

 

Mas mãe , como pode ter cor o que não vejo ? !

 

A cor verdadeira é a da imaginação :

a cor do carinho, da ternura e do teu desejo !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Já sei, mãe : então  o  riso  é  da cor  do  Sol :

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

a  lágrima  é  da  cor  do  Não ,

 

e uma  flor  é  [ pra sempre e sempre ]   da cor do  MeU    GiRasSoL

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

e tu, minha  Mã Biablue , és , sim , da cor de um beijo !

 

 

 

  

 

in Cerejas aos Molhos
Bernardete Costa .

Fotos :

Al Magnus

Sascalia

etc 

Musica:

Boats and Birds ”                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     by Gregory and The Hawk .

If you be my star
I’ll be your sky
you can hide underneath me and come out at night
when I turn jet black and you show off your light
I live to let you shine
I live to let you shine

but you can skyrocket away from me
and never come back if you find another galaxy
far from here with more room to fly
just leave me your stardust to remember you by

if you be my boat
I’ll be your sea
a depth of pure blue just to probe curiosity
ebbing and flowing and pushed by a breeze
I live to make you free
I live to make you free

but you can set sail to the west if you want to
and past the horizon till I can’t even see you
far from here where the beaches are wide
just leave me your wake to remember you by

if you be my star
I’ll be your sky
you can hide underneath me and come out at night
when I turn jet black and you show off your light
I live to let you shine
I live to let you shine

but you can skyrocket away from me
and never come back if you find another galaxy
far from here with more room to fly

just leave me your stardust to remember you by
stardust to remember you by …

by Fy

7 Comments »

  1. Bia, pra ti.
    bjs

    Comment by Mob — 29/12/2009 @ 2:28 PM

  2. Feliz ano novo Fy.😀

    Comment by Elielson — 31/12/2009 @ 10:04 PM

  3. Ei, Biablue que nada!

    Vc já tá ficando da cor de Sampa Biamãe ; tá na hora de pegar uma cor. Vem logo! I miss you baby!!!!!!

    Mas Biagata…. que cor que é? / ? / ? aquela tua gargalhada ?/?/?

    Bjs

    Dennis

    Comment by dennis — 07/01/2010 @ 6:28 AM

  4. É isso Bia,

    E a vida, Bia, sempre tem cor.
    A cor dos momentos que ficam, e que sempre vão existir dentro dagente. vivos e cheios de cor.
    Eternos, tá Bia?

    Cor de quero bem, cor do que fica com agente. Cor de carinho da cor do amigo.

    Fica com a cor do meu abraço, e do abraço apertado de todos que te querem bem,

    Mas volta logo, caramba! pra ficar, querida.

    Tá lindo isso Fy lindo das cores da tua luz.

    Bj aê,

    TocaYo

    Comment by TocaYo — 07/01/2010 @ 6:29 AM

  5. Mob

    Rodrigo,

    Tenho tanto a te agradecer. Não tenho palavras quanto à solidariedade e à compreensão.

    Mas além disto, agradeço muito à companhia e à beleza do Alquimia Revolta. Você não imagina o quanto preenchi estas horas com sua Poesia e seus textos. Agradeço também pela Antonella. Foi um imenso prazer conhecê-la.

    ‘E assim, ribombam neste cantar as infantes estrelas derramando o leite da boa-aventurança em um batismo de fervor por tudo quanto há de mais sagrado, este novelo intrincado de padrões, cerrações, de onde surge o mistério, solene e inigualável da comum união de tudo com tudo o mais.’

    Mob

    Por este, entre outros de tamanha beleza, um agradecimento de coração,

    Um beijo da Bia.

    Comment by Bia — 08/01/2010 @ 3:42 AM

    • Bia,

      Eu fiquei muito feliz que o alquimia tenha chegado assim pra vc. Muito mesmo. E também que vc tenha gostado da Antonella, que pelos textos e livros que escreve mostra ser uma mulher apaixonada incondicionalmente pela vida. Como poucas.

      >E assim, ribombam neste cantar as infantes estrelas derramando o leite da boa-aventurança em um batismo de fervor por tudo quanto há de mais sagrado, este novelo intrincado de padrões, cerrações, de onde surge o mistério, solene e inigualável da comum união de tudo com tudo o mais.

      Engraçado vc ter selecionado este trecho, logo este trecho, porque parece brincadeira, mas quando eu estava escrevendo eu lembrei de ti, nem sei bem porque, achei parecido, algo assim.

      bjs
      Rodrigo

      Comment by Mob — 11/01/2010 @ 11:47 AM

  6. Eu nem sei o que dizer pra esta moçada linda que eu amo tanto.

    Tanto carinho, tanta saudade.

    Eu estou voltando já já.

    às vezes a vida tão rica e tão perfeita faz destas coisas, que é pra gente lembrar o quanto ela é valiosa.

    Amo todos voces

    Beijos da Bia

    Comment by Bia — 08/01/2010 @ 3:46 AM


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: