windmills by fy

26/06/2010

Huang Cheng

Filed under: Uncategorized — Fy @ 4:04 PM

 

 

 

 

 

 

 

 

Este ser :

o Sonhador –  sobrevive ao tempo ,

alimentando a criança interna

que expande a essência criadora em um corpo adulto .

Esta capacidade imaginativa traduz no corpo emoções

que identificam e apresentam o sujeito ao Mundo .

                                                                                                                                                                                                                                                                                                          .

 

Falamos do sonho acordado ,

aquele capaz de conduzir ao núcleo mais interno e

ao mesmo tempo à sua mais elevada imaginação .

                                                                                                                                                                                                                                                                                                   .

O corpo que sonha revitaliza sua força de vida ,

recriando a realidade e ressignificando sua história .

                                                                                                                                                                                                                                                                                                     .

 

 

 

Um dos posts mais procurados aqui no Windmills é  :  O Brilho do Sonho na Poesia do Corpo.   

https://windmillsbyfy.wordpress.com/2009/11/05/46/

um texto que fala sobre a Dança , sobre o Corpo , sobre as possibilidades  da  beleza de ser :  Humano .

Ah , eu fico feliz ,  – a  quantidade de acessos me sensibiliza , muito –  não pelo ballet  –

ou os diversos tipos de dança pelos quais me interesso e   pratico desde pequena – não .

Mas pela sensação de estar partilhando a importância extrema da   CONEXÃO   entre o  Ser – Humano e a  sua Realidade ,

entre sua  condição verdadeira e toda a magia que ela contém .

A sensação de estar colaborando para que o ser-humano se liberte deste cansaço surdo e vazio que o obriga a não sentir-se,

 – a “ transcender ” sua Humanidade como se ela fosse uma ofensa.  Este lenga – lenga  que torna  “ofensivo” …  simplesmente “ser”.

 

 

 Embora seja este Grito ,  o grito de alerta mais ouvido nos 4 cantos da Terra atualmente,

é impressionante a surdez dos ouvidos  ,  

entupidos por séculos de estratégias políticas – parafernalhas religiosas ou algumas filosofias , sinceramente absurdas , mas ,

sobretudo anti-humanas.

 

 

Ser  :  estar  > plenamente : mergulhados em nossa  Realidade , abraçados a ela , unidos a nós mesmos , ao sonho da vida  ,

 à força da Vida , é Transcender .

Transcender a Imbecilidade que tem nos mantido cativos ,

desmerecidos e roubados de nossos próprios valores ,

a ponto de estarmos perdendo a Terra ,

o  amor pelo humano : o outro ser :  que é nosso , que é humano como cada um de nós e nada mais .

Quanto desamor !

Quanto escapismo !

Fantasiado de magia , filosofias … ,

 

 

A quantidade de textos do gênero escritas durante a Idade Média ,

 equivale à criação de personagens como Drácula , Dr Jekyll and Mr Hyde , etc

que nada mais foram que uma maneira  de criar formas  de evasão  aos rígidos padrões morais da Inglaterra vitoriana .

Resultados de toda esta política de negação  do humano em nós ;

 instalada pela imposição desta religião anti-humana no ocidente .

Foi a válvula de escape de toda uma Natureza insanamente  reprimida .

 

Transcender significa superar.

Transcender , assim como superar ,  é uma palavra ambígua.

Arroz e feijão nos discursos  políticos , religiosos e … nas filosofias orientais. … no Google , então …

Palavrinha  perigosa  … 

 

 

Superar o que ?

Aiaiai – aí vem um palavreio … sabe aqueles – que não dizem nada ?

 – ou melhor : dizem >  nada … / e  … que … quem “não entende ” … –  ahahahahahah

 

Sabe , eu fico entre  curiosa e perplexa  – e …  volto ao numero de acessos aos posts aqui do Wind.

Os do Panteísmo, os que falam sobre o ego , sobre o Inconsciente.

 Talvez porque eles falem da Vida ,

do Real,

da urgência em interagirmos com as necessidades  do nosso Tempo ,

em estendermos nossas mãos uns aos outros, e segurarmos bem forte – mesmo :   a beleza de estarmos vivos .

Segurar as cores que esta Vida tem.

Exigir que não as tomem de nós.

Exigir que … : Transcendente   seja  > a Luz do Sol , e que o Sorriso de uma Criança possa voltar a iluminar o mundo .

O nosso mundo .

 

 

Outro dia eu li, uma crítica muito engraçada feita aqui pra o Wind,  e , muito burra , judieira , 

porque por mais que  eu  virasse  a  crítica de cabeça pra baixo  ,  torcesse de cabeça pra cima ,

o seu sentido …  permanecia inteirinho alí :  exposto : perplexo … , sem – graça , coitadinho . 

pobre crítica anêmica … faminta , lançada , sem piedade ou caridade  ,  no oceano de mentes pensantes , ela resumia :

que enaltecer a vida, a humanidade do ser-humano, sua beleza , seu direito à liberdade de expressão,

 e , “ Liberdade de expressão da Vida ” : exuberante , naturalmente mágica e importantíssima como ela é:  … é  ” se ”  auto – erotizar.

Ou erotizar a vida .

Isto só poderia ser proferido por alguém empalhado e mofado .

 

 

 

 

 

 

 

Alguem que nunca pôde perceber que o erotismo também é Vida.

Faz parte dela tão naturalmente , mas tão naturalmente que é : “ Humano ” .

 

 

Pois é , … 2010 .

 

E , nesta época de Copa , em que tantos atletas nos surpreendem  

com esta transcedência saudável em relação a seus corpos  ,

nesta dança Exuberante :  em que os limites são esquecidos , e superados …   , eu quero postar o trabalho de um artista.  O Huang Cheng .

Huang é oriental , e sua arte é completamente xamânica .

Eu não pude deixar esta analogia de lado diante de suas gravuras .

Ondeando em sua mensagem , minha imaginação foi buscar os tambores chipewas ,

as danças dos  Apaches , Cherokees , Sioux , etc  –   

que extraíam de seu próprio mundo  e de sua fascinante observação , todas as forças e poderes ,

movimentos  ,  entregas e recolhimentos ,  na mais profunda , livre e total interação entre corpo , alma e natureza .

Musica : Sem “ véus ”  .

Cor : sem ilusão .

A verdade mais linda , pura e humana .

Eu li toda a sorte de absurdos sobre xamanismo. Virou psicologismo , religiosismo e igrejismo.

 Mas , estou falando do “ simples ” – aquele que é só : …  xamanismo. …

 Aquele  em que ,  também  através da observação e analogia levava os índios a  analisar  os animais.

A buscar  em seus movimentos a interpretação de algumas  qualidades que queriam desenvolver em si mesmos .

Como a Coragem, a Força , a Liberdade , a Temperança, a Agilidade física e mental , a Sobrevivência , o Instinto ,  o Amor , a Lealdade , etc

 Assim , desta , entre outras , ” Observações ” , nasceu a Dança, uma das mais fantásticas  expressões humanas –

dançar os sons do mundo : ser atravavessado por eles , desidentificar os limites da pele , existir um corpo sem fronteiras para a poesia do mundo.   

Outro pensador para quem a música ocupa um lugar central é Henri Bergson .

Para explicar seu conceito de Durée , um movimento pelo movimento e não pela relação entre dois pontos , utiliza a melodia como exemplo :

– “um movimento que não está ligado a um móvel , uma mudança sem que nada mude ”  .

Deleuze e Guatari estenderão estes conceitos , da duração como intuição imediata e devir diferencial ,

uma mudança   –  um movimento –    de estado do virtual para o atual

 e também estenderão de música e musicalidade para um além do homem :  um devir natureza e animal .

 

 

 

 

A música também servirá de base para o conceito de território e reterritorialização , assim como adotarão , em Mille Plateau ,

 conceitos criados por compositores como Messiaen e Boulez e reterritorializados para a filosofia.

 

 

 

 

Voilà :

 

 

 

 

Huang Cheng – e como sua arte xamânica , hoje , sente e  descreve tudo isto :

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando um corpo dança  , comunica-se com suas ausências e com seus silêncios , dá-se  contorno :

 e , assim , potencializa o surgimento de novos corpos .

 

 Isso o coloca numa outra dimensão temporal .

 

 

 

 

Colocar tempo no corpo pode significar abri-lo ao regime do sutil ,

ao devir imperceptível ,

às velocidades e lentidões , às pequenas percepções  e ao vir a  ser :

 

 

 

 

 

 

” …um só corpo pode desdobrar-se em dois ou tres outros corpos simultâneamente “

–  Gil  2004 –

 

 

 

 

 

 

A dança é o corpo navegando  em imagens,

invenções que enfim conseguirão um espaço   visível e virtual ao mesmo tempo,  o corpo :  

 metafenômeno, emissor de signo e transsemiótico,

comportando o interior ao mesmo tempo orgânico e pronto a dissolver-se ao subir à superfície.

 

 

 

 

 

 

Torna-se o corpo:  habitado por – 

– e habitando outros corpos e outros espíritos,

e existido ao mesmo tempo:  na abertura permanente ao mundo através de linguagem e do contato sensível,

e no recolhimento da sua singularidade, através do silencio e da não – inscrição.

 

 

 

 

 

 

O  corpo  que  dança  

é o corpo que se abre e se fecha

que se conecta sem cessar com outros corpos e outros elementos

                 um corpo que pode ser desertado , esvaziado , roubado da alma  

                   

               e pode ser atravessado pelos fluxos mais exuberantes da vida.

 

 

 

 

 

O movimento dançado cria muito naturalmente o espaço dos duplos e das multiplicidades dos corpos , e dos movimentos corporais

 

 Um corpo isolado que começa a dançar povoa progressivamente o espaço de uma multiplicidade de corpos

–   Gil: 2001  –

 

 

 

 

Abrir o corpo é abrir o espaço de agenciamento de fluxos de intensidades ,

para que estes fluam segundo as vias mais adequadas.

Agenciar é tecer, serzir, atar, anexar, conectar, forjar os dispositivos apropriados à intensificação das forças 

–  Gil: 2004 –

 

 

 

 

 

e termina :

 

 

 

 

 

 

 

Fy

 

 

 

 

14 Comments »

  1. Boa tarde nesta linda tarde,Hurricane. Vou me matricular numa academia de Kung Fu,de Taichi chuan,de dança,do que for.
    Estimulante, refrescante e funcionou novamente como um despertador.
    Obrigado, por isto.

    Abraços a todos,

    Vítor Simmonsen

    Comment by Vítor — 27/06/2010 @ 6:58 AM

  2. ah-ha que as aulinhas tão fazendo efeito, né ?

    lindo,lindo,lindo.

    Hoje tô tão tigra! hahahahahahah
    Haja kati.

    Sublime. Demais este Huang.

    bjinhos pra todos.
    Tô em casa. Qualquer coisa liguem.
    Carolzinha

    Comment by Carol — 27/06/2010 @ 7:26 AM

    • Hahahahah > estão mesmo.

      Este vídeo enlouquece Ca , quando é que nós vamos subir pelas paredes assim ? de sapatilha de ponta , eu quero!

      bjs

      Comment by Fy — 28/06/2010 @ 9:02 AM

  3. “Embora seja este Grito , o grito de alerta mais ouvido nos 4 cantos da Terra atualmente,”

    Vou abusar um pouco do espaço , mas este seu comentário me fez dar um giro de 360° e eu fui parar lá nos Celtas.
    Achei interessante colocar, vamos ver,

    Os celtas entendiam que a terra comporta-se como um autêntico ser vivo, que nela a energia flui tal como nos meridianos de acupuntura de uma pessoa. Eles sabiam bem como se utilizarem de meios de controlar essa energia em beneficio da vida, das colheitas e da saúde.

    O grande desenvolvimento dos celtas foi no campo do como manipular a energia sem o envolvimento de tecnologia alguma, somente através da mente. Enquanto outros descendentes da Atlântida usaram instrumentos os migraram para o oeste europeu, dos quais bem tardiamente surgiu como civilização celta, usaram apenas pedras, na maioria das vezes sobe a forma de dolmens de menhires.

    Geralmente pedras eram usadas como meios para o desvio e canalização de energia. As construções megalíticas eram drenadores, condensadores e drenadores de energia telúrica, com elas os descendentes da Atlântida criavam “shunts” nos canais de força telúrica, desviando-a para múltiplos fins.

    Os Celtas chegaram a ter pleno conhecimento de que as forças telúricas podiam ser controladas pela mente, que a energia mental interagia com outros campos de forças, e que a energia mental podia direcionar aos canais, ou até mesmo gerar canais secundários de força.

    Sabiam o que era a energia sutil, e que podiam aumentá-la de uma forma significativa mediante certos rituais praticados em lugares especiais. Para isto escolhiam e preparavam adequadamente os locais ideais para suas cerimoniais religiosas.

    A realização dos festivais celtas não se prendia somente à localização, também tinham muito a ver com a época do ano, com determinadas efemérides, por isto ocorriam em datas precisas, ocasiões em que as forças cósmicas mais facilmente interagiam com as forças telúricas.

    Os celtas sabiam que a energia telúrica sofria reflexões e refrações ao tocar coisas materiais, tal como ensina atualmente o Feng Shui, por isto é que eles praticavam seus rituais religiosos totalmente despidos. Isto não tinha qualquer conotação erótica, era antes um modo para a energia não ser impedida ou desviada pelas vestimentas.

    Também tinham conhecimentos de como viver em harmonia com a terra, da importância de manterem a terra sadia, assim sendo evitavam mutilá-la inutilmente e até mesmo da importância de tratá-la. Tal como um acupunturista trata uma pessoa quando o fluxo de energia não esta se processando de uma forma adequada, da mesma forma eles procediam com relação à “Mãe Terra”.

    Estabeleciam uma interação entre a energia a nível pessoal com a energia a nível planetário e também a nível sideral.

    É todo esse conhecimento que está sendo liberado progressivamente.
    Agora que o homem moderno está começando a compreender que a Terra foi dilapidada, atingida em sua integridade precisa urgentemente ser tratada vêm ressurgindo conhecimentos antigos, espíritos aptos estarão encarnando na terra para desenvolverem métodos precisos visando à correção dos males provocados.

    Assim é que estamos vendo o desenvolvimento da Radiestesia, da Rabdomância, do Feng Shui e de outras formas de atividades ligadas às energias que fluem na terra.

    Os princípios preconizados pela Permacultura serão aceitos progressivamente e a humanidade passo a passo irá se integrando a um sistema de vida holístico.

    http://users.hotlink.com.br/egito/celtas.htm

    Lindo post.Grande analogia. E salve o erotismo!
    Beijo do Renato- gripado.

    Comment by Renato — 27/06/2010 @ 8:03 AM

    • Renato, vamos fazer este post sobre os celtas , tanta coisa linda , faz tempo que eu quero fazer isto . Material não falta. E é tão gostoso visitar estes trechos da história, onde os ciclos naturais eram ricos em exuberância e vida, exclusivos, profundos, – sem esta aridez – este cansaço , esta nostalgia ascéptica e artificial.

      – Estabeleciam uma interação entre a energia a nível pessoal com a energia a nível planetário e também a nível sideral.

      É todo esse conhecimento que está sendo liberado progressivamente.-

      Será ?

      bjs

      Fy

      Comment by Fy — 28/06/2010 @ 9:20 AM

      • Sabe querida, por mais que algumas pessoas tentem “medicar-se” em termos psíquicos, dopando-se com a ilusão de estarem descendo e descendo ao mais profundo de sua psique, e se escondam ou pensem se esconder por tráz desta paranóia, que inclui também a coincidência discursiva do orientalismo; a natureza institual , orgânica inclusive, do homem, recusa este tipo de “gentileza”, como disse o Gus, veja por exemplo a reação que vem nascendo dos operários – escravos na Índia. Verifique, depois te dou os sites.

        Em relação ao Jesusismo, tão disseminado entre as classes menos favorecidas pelo Conhecimento, o funcionamento equivale ao de forró barato, onde as igrejas cobram dízimo pela gritaria, pelo espetáculo deprimente batizado de diabo, sua maior fonte de renda. Mas veja os jovens, a meninada. É só pra ingles ver.

        Vamos fazer o post, vou começar a reunir um material interessante que tenho aqui.

        té já,
        beijo

        Comment by Renato — 28/06/2010 @ 3:22 PM

  4. Maravilhoso o desenho deste artista.
    Intenso, xamânico, claro, e cheio de energia.
    Dinâmico, me parece o adjetivo correto.
    E é justamente este o apelo que enxerguei ou senti.
    A verdade que é a Dinâmica da Vida. Seus apelos, estímulos ou solicitações.
    Principalmente a variedade , a imprevisibilidade , o inesperado destes apelos.

    Claro que em contato direto com a Natureza, sem esta projeção maciça de tecnologia que nos envolve hoje em dia, e livre das diversas disfunções orgânicais, incluindo as mentais, adquiridas através da doença religião, os sentidos , a percepção física do corpo como um todo era muito mais intensa, saudável e normal. A pele sem dúvida tinha a mesma importância que os olhos, e os outros sentidos, que hoje em dia , embora também maltratados, nos parecem mais imediatos.

    A Mortificação : prestem atenção :

    “A mortificação é vista pela teologia cristã, e principalmente a católica, como uma forma de ascetismo, um meio de ajudar as pessoas a levar vidas virtuosas e santas. É uma antiga prática cristã que consiste em realizar um sacrifício mental ou físico por amor a Deus com o objetivo de se unir à paixão e à cruz de Jesus Cristo e, portanto, como meio de participação na Redenção.” Wikipédia.

    é um insulto aos Direitos Humanos… é risível ou deturpado demais?

    a negação ,a execração da natureza humana no humano , sua desvalorização , causaram um desvio significativo na evolução. A deturpação de valores óbvios, cuja obviedade me dispensa enumerar, causada por estas instituções que conhecemos como religiões, aliás nomenclatura absurda pois nítidamente anuncia o re-ligamento do Homem ao Nada , ou à alguma historia da Carochinha regional.

    Qualquer processo de auto-conhecimento, que nada mais é do que uma auto apropriação do ser pelo próprio ser por ter sido ou sentir que foi desapropriado de si mesmo , por listas de absurdos criadas por outros seres humanos, mais maldosamente espertos, constitui neste nosso momento a mais natural neurose coletiva. A manifestação “orgânica” a um sufocamento cada dia mais rejeitado pelo organismo a que chamamos Humanidade.

    É uma “patologia” comum a seres que se deixaram doutrinar desta forma.

    Esta reação, que se faz notar aliás, à princípio “desajeitadamente” , é o contorno ainda quase-definido de uma reação. Mesmo que a princípio não esteja fixada em algum conceito definido e organizado, a tendência é que progrida. Mesmo que, infelizmente, através da violência.

    São séculos de aculturamento opressivo. Não há diferença entre os sistemas que adotam estes métodos, sejam “religiões”, política, etc
    A febre em torno da “reintegração do Homem,” porque não é nada mais que isso, é apenas uma reação Orgânica. Como se o Organismo rejeitasse estas imposições , independente de racionalisá-las ou não.

    É muito natural, que isto ocorra no “alvo” destas intituições; ou seja, na população menos favorecida intelectualmente, nas mentes mais suscetíveis.

    Não tivemos oportunidade de notar, especificamente?
    Mas mesmo assim o organismo rejeita, exatamente como rejeita uma doença.Ou… é fulminado por ela, cedo ou tarde.
    Mesmo que ainda se expresse , confusa e perdidamente, através de termos religiosos, é verificável o quanto está procurando por sua própria linguagem.
    Beijo
    Tio Gus

    Comment by Gustavo — 27/06/2010 @ 10:05 AM

    • Gustavo ,

      Pra variar , isto é um post!

      Bjs

      Fy

      Comment by Fy — 28/06/2010 @ 9:21 AM

  5. (Fy, sem querer coloquei o comentário no post errado. Quiz colar novamente aqui, com receio que voce não lêsse. Minha filha está me dizendo que voce consegue consertar, me faz este favor? me desculpem, me distraí.)

    Oi Fy, Oi todos voces,

    Cá estou eu admirada novamente.Fiz um chá bem quente e vim ler com calma e “assistir” esta belezura toda.
    Como é linda a dança. E é verdade, ela está presente em tudo, até nas lutas marciais, arte que não encontra em mim uma grande admiradora. A não ser quando apresentada assim, neste show extasiante.
    Adorei o vídeo da dançarina, e como não sou, nunca consegui ser, muito fã da cultura chinesa, ou japonesa, sem diminuir seu valor, sua antiguidade, apenas por uma questão de não afinidade, adorei o final do vídeo, onde a bailarina se diverte com a espada.
    Assim como em outras culturas, o papel da mulher nestas sociedades ainda é praticamente nulo, inadmissível,para não dizer revoltante. Não sei como estão as coisas agora, mas até pouquíssimos anos atrás seus direitos não eram nem reconhecidos como o são nas democracias ocidentais.
    E é bom lembrar,fazendo coro ao tio Gus, se me permite chamá-lo assim (pode me chamar de tia So) que o cristianismo, sempre execrou a mulher.Insultos das mais vís categorias, o que para mim já seria mais do que o suficiente em termos de hipocrisia e desfaçatez. Dificilmente se depara com tanto desrespeito humano e, se me permitem, imoral.
    Eu acredito em alguma força, que possa de alguma forma explicar este universo, nossa forma de existir, ou algum algo mais que nos trouxe até aqui, mas de forma alguma, em momento algum posso imaginar este Deus inventado pelos criadores destas religiões. O bicho-papão é menos infantil.

    Showzíssimo de arte, Fy, e quero contar que estou fazendo ginástica, e uma aula especial de alongamento que me fez um bem enorme.Evocarei estas gravuras quando achar que não consigo me esticar tanto quanto o professor me anima.
    Devo isto a voces, entre outras coisas que estão se transformando e renascendo em mim.

    Boa noite a todos e um beijo,querida Fy.

    Sofia

    Comment by Sofia — 27/06/2010 @ 2:38 PM

    • Querida é vc! – que bom que eu tb sou ! hahahahahah

      Sofia , o Wind é de todos os que vem e que gostam daqui. Vc não imagina as loucuras que eu faço neste wordpress > nem sei como já não deletei tudo isso, sem querer. Por isto , erre qto quiser , mas nunca pense em se desculpar , aqui é tudo seu também.

      Pois é , eu tb , e todo mundo sabe , não levo jeito pra budista , e nem tenho mta simpatia por este tradicionalismo oriental. Eu gosto de resultados. E , não gosto dos resultados destas filosofias. Mto blablabla com a única finalidade de desvalorizar a vida – o real e se aproveitar do povo, pra variar.

      A condição da mulher em qualquer ” ismo ” é deplorável. É que existem pessoas que não “sabem” nada sobre aquilo que afirmam , são os papagaios clichês . São úteis pra os sistemas. Há séculos .

      No cristianismo então , é revoltante . Nem sei “o que” é mais revoltante . Se é isso ou se é : “hoje em dia” : não saber disso.

      Mas enfim , como disse Buda , RACIOCINAR é um fator obstruente à iluminação e ao não-ser.

      Eu como SOU : partilho de sua opinião. – todinha -.

      Qto ao resto : que bom q vc gostou – e sempre q puder , com ou sem academia : dance – dance sozinha – acompanhada : deixe o corpo dançar.

      bjs

      Fy

      Comment by Fy — 28/06/2010 @ 9:34 AM

  6. Exigir que … : Transcendente seja > a Luz do Sol , e que o Sorriso de uma Criança possa voltar a iluminar o mundo.

    duda

    Comment by duda — 28/06/2010 @ 3:27 PM

  7. cifragem

    ah os resvalos dança duma
    dócil partilhada febre

    “me fira a mel
    me retoque a ouro
    : fico bruta fico mansa
    noivinha escrava debutante”

    “ fico pomar e penhasco
    promíscua borboletalcatéia
    açude cisterna para
    sua sede indelével”

    mas vc me telefona miragens
    espirala labirintos e fala
    em rotação quase afôlega
    da propaganda de bolsas
    sapatos celulares perfumes notebooks

    depois com o riso de quem
    ganhou o mar de presente
    – seu gozo resume
    o éden em mim –
    redemoinha vc beladormece enfim
    Wilson Nanini

    é um xamanismo ou não é ?

    beijos pra todo mundo aí
    Paulo

    Comment by Paulo — 28/06/2010 @ 5:36 PM

  8. deve ser muito bom conviver com você.
    muito bom.

    surpreendente.
    passeiporaqui

    Comment by passeiporaqui — 29/06/2010 @ 12:12 AM

  9. Hey just wanted to give you a quick heads up. The text in your post seem to be running off the
    screen in Ie. I’m not sure if this is a formatting issue or something to do with browser compatibility but I figured I’d
    post to let you know. The design look great though!
    Hope you get the issue resolved soon. Cheers

    Comment by Rede Performance Academia - Campo Grande - MS — 13/02/2015 @ 11:53 AM


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: