windmills by fy

04/08/2010

out & about ***

Filed under: Uncategorized — Fy @ 1:45 PM

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fy

9 Comments »

  1. Você é ateu ?

    Comment by Rodrigo — 04/08/2010 @ 3:07 PM

  2. Oi Rodrigo ,

    Vou te responder.

    Mas a pergunta teria que ser atéia . Sou a Fy .

    Quando alguem me faz esta pergunta, eu sempre preciso fazer outra , pra conseguir elaborar um resposta. – Quando voce me pergunta se sou atéia, obrigatoriamente tenho que te perguntar o que voce entende por isto.

    Temos uma infinidade de deuses , uma salada de conceitos sobre isto.

    Mas de qualquer forma , não sou vítima de nenhum mais conhecido, tipo Jeová , deus bíblico católico-cristão ou Alá, ou sei lá mais que.

    Não creio em nada nem próximo destes conceitos elaborados e manobrados pela mente humana.

    Seja bem vindo
    Fy

    Comment by Fy — 05/08/2010 @ 4:59 AM

  3. Sabe o que eu acho um barato, Fy, é que o público do Datena é exatamente o público que enche estas igrejas de Gesuis.
    Os suscetíveis a qualquer coisa que grite bem alto.

    Com certeza este Datena, um boçal, tem pretenções a se candidatar a qualquer coisa. Estou falando aqui sem o menor conhecimento de causa, nem sei muito bem quem é este sujeito. Sei que ele se dirige a este público, que absolutamente não tem o menor acesso à Educação ou interesse, o que é o pior.

    E o maior interesse tanto de políticos ou “treinadores” religiosos é justamente que a Ignorância se instale.

    Eu sou Ateu.
    E me considero uma pessoa de bem e do bem.
    Não tenho nenhum interesse especial pela religiosidade de ninguem, desde que não atinja o bem estar comum, e especialmente o meu.
    Convicções são detalhes particulares de cada um , e não nos esqueçamos que elas são formadas à partir do grau de educação , formação , meio , e capacidade respectivas a cada um.

    Infelizmente os religiosos, na minha opinião, incluem a boçalidade em suas convicções, a boçalidade de se pretenderem donos da verdade, ou de subestimar a capacidade e inteligência alheia.

    Os que ainda não entederam o quanto religião é manobra política, instauração de poder, treinamento ou similares, que se esfolem de tanto olhar pro céu, ou pro chão, ou pra o próprio umbigo,mas que não encham o saco de quem tem o que fazer e crê em objetivos e no esforço próprio.

    Processo, sim. Tá mais que certo o Pablo Villaça. Pena ter que falar sobre isto… ainda.
    Tem seu lado ridículo.
    beijo
    João Pedro

    Comment by João Pedro — 05/08/2010 @ 5:44 AM

    • João , sabe o que acontece, e vc tem toda a razão?
      Infelizmente, esta intolerância é exatamente a mesma que fomenta crimes e guerras. E é a isto que o Pablo se refere.

      Este tipo de pessoas, suscetíveis a estes tipos de fanatismos, de “eu tenho a minha fé” nisto ou naquilo e o resto é … , são pessoas que se limitam a isto ou aquilo.

      E limitadas permanecem.

      Horrível é quando vc pensa q está falando com uma pessoa inteira, seja lá quais forem as suas ideologias, e percebe que ela não tem nenhuma, que engoliu alguma qualquer e necessita, veja bem, necessita da prepotência , que sempre resvala pra boçalidade, pra se manter com o estomago cheio.

      E não percebe que está enchendo o saco dos outros com um deus-sua-idéia, que aliás não parece nem curioso e nem muito menos … interessante…. pra ninguém.

      Mas ninguem pode negar , e com imensa tristeza reconhecer que existem pessoas que não vivem “sem patrão”.

      E, o simples raciocinar que estão recebendo ordens de outras pessoas, comuns e intencionadas, as deixam em pânico.

      Ou seja construir parâmetros morais próprios, decências inerentes às suas tendências e convicções próprias, é um trabalho que as assusta. Ser, Pedro, não é pra qualquer um.

      bj
      Fy

      Comment by Fy — 05/08/2010 @ 7:53 AM

  4. Boa tarde a todos.

    Em 20 anos de medicina eu poderia contar e enumerar milhares de discrepâncias, muitas vezes fatais, em nome de religiões.

    Quando se fala em benefícios no que concerne ao lado psicológico da fé, aí entornamos de vez qualquer tipo de conceito ou verdade única. Já tive pacientes como todos os tipos de fé. Jamais presenciei nenhum milagre. Mas já me estarreci diante da mais absoluta fé em milhares de coisas do arco-da-velha.
    Esta conversa de deus, é sincera e honestamente falando um dos mais maleáveis recursos descobertos pelo homem. Além de encobrir qualquer tipo de intencionismo vil disfarçado de benevolências, se faz inquestionável.
    Não posso deixar de concordar com o João Pedro, tem seu lado ridículo sim.

    Uma piada leve e comum em meu ambiente de trabalho:

    Jesus Cristo, cansado do tédio do Paraíso, resolveu voltar à terra para fazer o bem.

    Procurou o melhor lugar para descer e optou pelo Hospital das Clínicas, onde viu um médico a trabalhar há muitas horas morrendo de cansaço.

    Para não atrair as atenções, decidiu ir vestido de médico.

    Jesus Cristo entrou de bata, passando pela fila de pacientes no corredor, até atingir o gabinete do médico.

    Os pacientes viram e comentaram:

    – Olha, vai mudar o turno…

    Jesus Cristo entrou na sala e disse ao médico que podia sair, que ele mesmo iria assegurar o serviço. E, decidido, gritou:

    – O PRÓXIMO!

    Entrou no gabinete um homem paraplégico que se deslocava numa cadeira de rodas.

    Jesus Cristo levantou-se, olhou bem para o homem, e com a palma da mão direita sobre a sua cabeça disse:

    – LEVANTA-TE E ANDA!

    O homem levantou-se, andou e saiu do gabinete empurrando a cadeira de rodas.

    Quando chegou ao corredor, o próximo da fila perguntou:

    – Que tal é o médico novo?

    Ele respondeu:

    – Igualzinho aos outros… nem exames, nem análises, nem medicamentos… Nada! Só querem é despachar…

    Vitor Simmonsen

    Comment by Vitor — 05/08/2010 @ 7:16 AM

  5. hahahahah,

    Vítor, mas eu também imagino a quantidade de hipocondríacos que os médicos, … cansados, … de saco cheio, são obrigados a atender.

    Vc sabe, não é, que meu preferido é o House.

    bj
    Fy

    Comment by Fy — 05/08/2010 @ 7:59 AM

  6. rs… House é o cara….

    Qto às declaraçoes do Fausto-Datena (quase um espelho do Faustão)

    acho que se pessoinhas como ele e seu público lessem um pouquinho de Rubem Alves, tlvez ficassem um pouquinho (piquiquinho)mais espertos…

    “O nome ‘Deus’ é como um bolso. Há bolsos que guardam infernos e outros que guardam jardins.”
    No livro “O Deus que conheço”, Rubem fala:
    “Este livro são coisas que tirei do meu bolso de nome ‘Deus’. Ali, dentro desse nome-bolso, estão jardins, beleza, amor, utopias… mas tirei coisas que me dão medo, venenos que vazam na água cristalina. Para me livrar deles.”

    “Eu nem tenho mais o bolso com o nome Deus. Esse nome se presta a muitas confusões. Muitos bolsos com esse nome estão cheios de escorpião e vinganças. Amo a sombra de Deus. Mas ele mesmo nunca vi. Sou um ser humano limitado. Só sou capaz de amar as coisas que vejo, ouço, abraço, beijo…
    Tenho um bolso com o nome de O Grande Mistério. Mas não sei o que está dentro dele. Por vezes suspeito que é o meu coração.”

    — Rubem Alves

    Comment by Caio — 06/08/2010 @ 10:28 AM

    • Ah…
      Vou colocar no próximo.

      adoro roubar tuas coisas, Caio! ahahahahahah

      é especial o Rubens Alves , já foi no site dele ?

      bjs

      Fy

      Comment by Fy — 06/08/2010 @ 11:39 AM

  7. OI Fy!
    o cara é genial, né?

    em poucas palavras ele diz tudo….

    essa frase diz tudo: “Eu nem tenho mais o bolso com o nome Deus. Esse nome se presta a muitas confusões”
    precisa falar mais alg coisa? rs

    vou dar uma visitada la no site dele…

    bj

    Comment by Caio — 06/08/2010 @ 12:21 PM


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: