windmills by fy

23/03/2011

Good Omens

Filed under: Uncategorized — Fy @ 12:21 AM

 

 

 

Lafayette Ronald Hubbard escreveu :

  If you want to make a little money , write a book .

        If you want to make a lot of money , create a religion .

 

 

 

 

E eu , quando acordei ontem , dei uma olhada rápida nas notícias  .

 Lí , umas coisas assim :

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entre Kadafis , escrituras  desvairadas , Cientologias , Ahmadinejads , e Agnes ,

Fico com o Apocalypse de Gaiman .

Quem já leu … o momento é sugestivo e é um chocolate  mental …  lembrar .

Quem ainda não leu , – a taste :

 

 

 

 

 

 O único guia realmente confiável sobre o futuro diz que o mundo vai acabar no próximo sábado ,

. . . um pouquinho  antes do jantar.

UaU , toda aquela parafernália do Apocalipse se aproxima .

Um problema .

 

 

Um grande problema principalmente para Crowley , ex-serpente e o demônio mais acessível do inferno ,

Aziraphale , anjo genuíno e dono de uma livraria em Londres .

 

Problema , porque eles gostam um baita  muito da Terra .

Demais até !

So…  , para evitar o apocalipse . . .  ,

é preciso encontrar e matar o Anticristo , a mais poderosa criatura deste planeta .

 

 

Fácil ! . . .  

Ah … , isso ” se “ , durante seu nascimento , ele não tivesse sido trocado na maternidade por uma freira  muito louca .

Ou se ” ele ”  :  Adam , não fosse apenas um garoto de 11 anos de idade . . .  que qualquer pai se orgulharia de ter como filho .

.

.

.

So . . .   – Follow  me :

 

 

Vodpod videos no longer available.

 

 

 

Mas como é que um livro sobre o fim do mundo pode , de algum modo, ser divertido ?

Ah , a explicação é óbvia – esta obra foi escrita por dois dos mais geniais autores de fantasy  . 

Quando suas Imaginações  alucinam  , até o mais inverosímil pode assumir a aparência do plausível !

Neil Gaiman e Terry Pratchett criaram um texto que , ao fundir a fantasia e a comédia ,

resulta no mínimo em uma interpretação fantástica , cheia de sabedoria  e irônica

das absolutamente absurdas palhaçadas trágicas que temos visto ou ouvido . . .  since a long time …

 

 

 Desde o início dos tempos Deus , ou o  Diabo ,  ou ambos em co–autoria conspiratória

haviam planejado  The Armagedon : a Derradeira Batalha entre o Bem e o Mal ,

o fim do mundo tal como o conhecemos in the old and scare  science- fictions  milenares .

 

E havia séculos que os demónios e os anjos – sob ordens –   trabalhavam nesse sentido .

 Era chegada a hora !

 Faziam–se agora os últimos preparativos e tudo se ajustava para a hecatombe final .

 Mas os desígnios de Deus e do Diabo são , como se sabe , insondáveis e , vai  lá saber porque . . .  

 uma pequena distração , uma simples troca de nenens , coloca o recém –nascido Anticristo na família errada e . . .  voilà !

 

 

 

 

 

Por gostarem muito da Terra , e  serem todos : grandes apreciadores dos prazeres terrenos ,

os representantes do Céu e do Inferno ,

os Quatro Cavaleiros  [ leia–se Motoqueiros ] do Apocalipse  

e o próprio Anticristo decidem :  

tomar as rédeas dos acontecimentos e sabotar o Armagedon !

 

 

 

 

Adam  [ the antichrist ] se preocupa com o meio ambiente , não dá trabalho ,

ama seu cachorro chamado Dog que  por baixo de todo aquele pêlo  

esconde um satânico cão do inferno completamente adorável –   e  que apesar de ser invulnerável  é um garoto mais que  legal.

 

Um super destaque para personagens como Não – Cometerás – Adultério  Pulsifer [um antigo caçador de bruxas] ,

Madame Tracy  [Jezebel Pintada : com horário a combinar , e Médium ] ,

 Anathema Device  [ descendente de Agnes Nutter ]

e Pepper , Brian e Wensleydale , integrantes da  “ gangue ”  de Adam  [ na real , um bando de garotos bagunceiros ] .

 

E os geniais e  famosos Cavaleiros do Apocalipse  que  trocaram os cavalos por motos

e se atualizaram totalmente , inclusive em sua atuação na Terra .

Guerra – Fome –  Morte  e  Peste   

…   Como a Peste está aposentada desde que descobriram a Penicilina , Poluição ficou no lugar dele .

 

 

Hell wasn’t a major reservoir of evil , any more than Heaven , in Crowley’s opinion , was a fountain of goodness ;

they were just sides in the great cosmic chess game .

Where you found the real McCoy , the real grace and the real heart-stopping evil ,

was right inside the human mind .

 

 

 

 

 

E onde IRÔNICAMENTE se apresenta O Anticristo :  “ o destruidor do mundo ”  como  um menino de 11 anos

que sonha com a Atlântica 

com trepar nas  árvores e com salvar baleias .

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

Fy

15 Comments »

  1. Excelente lembrança!
    Dos melhores que já lí. Até me faz lembrar do Sonho e dos Perpétuos e toda aquela confusa e intrincada relação com a humanidade. Destino, Morte, Sonho, Destruição, Desejo, Desespero e Delírio, se não me falha.

    Me faz imaginar que um encontro entre Espinoza e Nietzsche seria muito parecido com o de Crowley e o Anjo. Aziraphale era um cara muito só, e Nitzsche tem uma passagem em que menciona a solidão e o frio das montanhas, lembrando o exílio de Espinoza e o quanto eles tem em comum, entre tantas diferenças básicas.
    Interessante, ele ressalta que as diferenças de época, o Tempo e seus progressos é que responsabilizam estas diferenças. E é mais ou menos o que aproxima os conceitos entre o bem e o mal, caracterizados em Crowly e Aziraphale.

    Excelente e oportuno.
    beijo a todos
    tio Gus

    Comment by Gustavo — 23/03/2011 @ 2:16 PM

    • Excelente e oportuno é vc!

      Super idéia.

      Deleuze tb trabalha nesta linha. Tenho um ensaio mto legal… quase assim. Passo por email. [- Credo… foi vc que passou pra mim ? hahahahahahahahah

      bj
      Fy

      Comment by Fy — 24/03/2011 @ 7:45 AM

  2. O encanto doce
    Um cheiro de vendaval
    Eu guardo em mim
    Um deus, um louco, um santo
    Um bem e um mal

    Eu guardo em mim
    Dois corações
    Um que é do mar
    E um das canções

    Um beijo doce
    Um cheiro de vendaval
    Eu guardo em mim
    Um deus, um louco, um santo
    Um bem e um mal

    Eu guardo em mim
    Um deus, um louco, um santo
    Um bem e um mal

    BEIJO
    Marianne

    Comment by Marianne — 23/03/2011 @ 2:19 PM

    • Oh Marianne, que coisa mais bonita!

      Um beijo doce
      Um cheiro de vendaval
      Eu guardo em mim
      Um deus, um louco, um santo
      Um bem e um mal

      quem precisa de mais ?
      bj
      Fy

      Comment by Fy — 24/03/2011 @ 7:47 AM

  3. “Of course I know what happens when you die. I’m Death.”

    Comment by duk@ — 23/03/2011 @ 2:37 PM

  4. Oi Fy, oi Gus, oi todos! Só pra dizer que eu simplesmente adoro o Gail e o Pratchett. Quando eles se juntam então… não tem pra ninguém! hehe Mas eu acho que depois deste post, e principalmente depois daquelas frases iniciais, sei lá, tô pensando em mudar de carreira… de Miriam,a autora passo a Miriam,a pastora. Acho que “enrico” rapidinho, né? E aí? Quantos aqui vão se candidatar a ovelhas de meu rebalho? hahahaha

    Beijão!!!

    Comment by Miriam Waltrick — 23/03/2011 @ 3:19 PM

    • de Miriam,a autora passo a Miriam,a pastora.

      ahahahaha ; conte comigo.

      Talento, Míriam é talento. Imagina o sucesso! A Suíça agradece.hahahahahaha
      O JPedro já se ofereceu de sócio! O cara é o típico empresário capitalista! Bom sócio, vai por mim.
      Brincadeira. Mais bonna gente, impossível.E um grande profissional, não tenho dúvidas.

      Bom, vou dizer de novo: excelente lembrança. Eu vou substituir, porque cada vez que ligo alguma coisa me angustio. Não gosto de chocolate, caramba.

      Fui buscar uma grande tirada destes dois,capazes da piração total da mais refinada qualidade, de rolar de rir.
      Esta é para o comentário do Du@a:

      DON’T THINK OF IT AS DYING, said Death, JUST THINK OF IT AS LEAVING EARLY TO AVOID THE RUSH. —
      hahahaha

      beijo
      (tio) Renato

      Comment by Renato — 24/03/2011 @ 3:04 AM

      • hahahahahah

        Miriam a autora pra Miriam a pastora!

        Claro q enrica!

        Que talento, que diploma é mais lucrativo q um mizifiu ?

        Taí um investimento de fazer inveja pro multinational Berkshire Hathaway ahahahah – : Melhor : uma holding de terreiros! Paris, Londres, NY, New Zealand … UaU > Trípole… – imagine… o lucro pra tirar as ziquiziras do fdp.

        Ah vou trabalhar esta idéia… deixa comigo!
        bj
        Fy

        Comment by Fy — 24/03/2011 @ 8:56 AM

        • JUST THINK OF IT AS LEAVING EARLY TO AVOID THE RUSH. —

          lá vou eu.Amanhã eu volto (pelo rush afora). Eu tô tão cansada que nem consigo pensar.
          bjinhs da Ju

          Comment by Juliana — 24/03/2011 @ 11:49 AM

  5. legal, Marianne. bonito.
    beijo

    duca, esta é do Sandman.HahAuHa

    Gustavão, muito boa comparação. eu me liguei num outro lance, no porque todo mundo exigir esta bondade absoluta dos gringos. Huahhauuahhau porque os EUA tem que ser santo?

    beijo , menina, também gosto de ti. []
    TocaYo

    Comment by TocaYo — 23/03/2011 @ 3:21 PM

    • porque os EUA tem que ser santo?

      boa – ótima – pergunta.

      Quem é que é ? o Brasil ?

      ::::::::::::::::::::::::::

      Gosta nada !

      bj, menino
      Fy

      Comment by Fy — 24/03/2011 @ 8:58 AM

  6. Bom Dia, pessoas, bem vindas ao mundo alucinado desta terça, sempre diferente no calendário e idêntica na loucura desde que eu cresci e me meti a ser … maluco.^
    Gustavo,meu querido , entre uma reunião e outra por aqui, com a liga dos Pérpetuos totalmente atualizada nesta empresa, e depois de todas as trombadas nietzschianas matinais e suas sutis porradas espinozaticas HuaHuaHua, devo dizer que a comparação foi sublime.
    Marianne, muito bonito mesmo. De quem é mesmo esta música? Meus 4 corações ficaram curiosos.
    Míriam , TÁ FECHADO! Vamos nos organizar, seremos SÓCIOS TRANSCENDENTES! no papel, claro! HuaHuaHuaHua.

    Fy, volto mais tarde, mas, de qualquer forma, outra tirada das melhores.Desenha bem esta menina, hem?
    beijo
    João Pedro.

    Comment by João Pedro — 24/03/2011 @ 1:46 AM

  7. “Tu, Lúcifer,
    Tu também és no meu vasto universo
    um elo necessário. Age, age.
    Teu frio saber, tua negação louca
    são os fermentos que estimularão o homem”.

    Imre Madách

    (Este cara nasceu em “Alsósztregova” – na Eslováquia rs acabou que escreveu “A Tragédia do Homem”. rsrs)

    Alexandre Golaiv

    Comment by Alexandre Golaiv — 24/03/2011 @ 4:15 AM

    • Nossa Alexandre, eu nunca lí este cara. Mto bom isto! peguei pra mim.

      Al-sósz-tre-go-va …

      como será q chama quem mora lá ? Al-sósz-tre-go-vez…

      bj
      Fy

      Comment by Fy — 24/03/2011 @ 9:04 AM


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: